Busca no site:

Posts cadastrados na categoria - ’Destaque’

Conheça formas de intensificar a ingestão de cálcio

calcioDesde os primeiros anos de vida somos incentivados a ingerir alimentos ricos em cálcio, popularmente o leite e seus derivados costumam ser os mais indicados. O estímulo para a ingestão de cálcio ocorre porque o mineral tem participação fundamental no crescimento, na formação e manutenção dos ossos e dos dentes e também atua positivamente na coagulação sanguínea, na transmissão de impulsos nervosos, na contração e relaxamento muscular, além de influenciar no ritmo cardíaco. Todas essas funções fazem com que o cálcio seja indispensável na dieta diária em todas as fases da vida.

Existem formas de potencializar o consumo e a retenção do mineral que vão além da ingestão de opções ligadas ao leite, elas estão listadas na ilustração abaixo. Mas, você sabia que existem alimentos que prejudicam a absorção da substância no organismo? É o caso do ácido oxálico, presente em alimentos como espinafre, acelga, berinjela e beterraba. Isso não quer dizer que estes itens não podem ser consumidos, mas sim que devem ser evitados em uma mesma refeição em que haja alimentos fontes de cálcio.

Mais cálcio no seu dia-a-dia
• Inclua diariamente uma porção de brócolis, alface, repolho ou couve no almoço ou jantar. Polvilhe as saladas com sementes de gergelim, elas também são fontes de cálcio.

• Acrescente no café da manhã alimentos que são enriquecidos com cálcio, como alguns cereais, sucos de frutas e pães. É importante observar a tabela nutricional constante na embalagem do produto para saber se contém cálcio.

• Ingira uma porção de nozes, castanhas ou amêndoas sempre que possível, elas são ricas em cálcio.

• Reduza a ingestão de cafeína, refrigerantes e bebidas alcoólicas. Ambos inibem a absorção de cálcio e devem ser consumidos com moderação.

• Se você tem intolerância à lactose, opte por iogurtes e queijos sem lactose, estes produtos também têm cálcio em sua composição.

• Fique exposto ao sol todos os dias, de 10 a 15 minutos, antes das 10h e após às 16h, para fixar e ativar a vitamina D, responsável pela absorção do cálcio no organismo.
Fonte: Viver Bem/Unimed do Brasil.

Unimed Ceará conquista o seu 10º título no GPTW

Dr Walmir Leite_GPTW Brasil 2016A Unimed Ceará foi eleita pelo instituto Great Place To Work (GPTW Brasil 2016) uma das 150 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil, entre elas estão 14 organizações cearenses. A premiação foi realizada em 15 de agosto, em São Paulo, em parceria com a Revista Época. No total, disputaram 1563 empresas de todo o País. Com este prêmio, a cooperativa cearense conquista o seu 10º título no GPTW.

“É um momento duplo de alegria, pois além de estarmos pela segunda vez entre as Melhores Empresas para Trabalhar no País, conquistamos também o nosso 10º prêmio GPTW. Todos esses resultados são frutos de uma política permanente de valorização dos nossos colaboradores, que reverte como melhoria do nosso atendimento e crescimento da nossa empresa”, comemora o presidente da Unimed Ceará, Dr. Darival Bringel de Olinda.

Valorização
A Unimed Ceará promove ações e programas que visam aumentar a satisfação de seus colaboradores em trabalhar nela. Entre as iniciativas, destaque para a criação do Comitê de Melhorias, composto por um representante de cada área da empresa. O grupo propõe melhorias de práticas de gestão de pessoas, sendo porta-vozes dos colaboradores em sugestões, críticas e elogios referentes a tudo que trata de pessoas na organização.

A coordenadora de Gestão de Pessoas da Unimed Ceará, Aline Lustosa, destaca também como ação de satisfação dos colaboradores a Revisão da Política de Cargos, Salários e Carreira. “Por solicitação dos próprios colaboradores em pesquisa de clima (GPTW), a Unimed Ceará revisou toda a sua estrutura organizacional, adequando organograma, cargos, salários, áreas e possibilidades de carreira, objetivando possibilidade de crescimento e desenvolvimento profissional”, explica.

Outras iniciativas são a Política de Participação nos Resultados, que em 2015 pagou até o 15º salário, o Programa Unimais, que oferta descontos e vantagens aos colaboradores e dependentes em empresas parceiras, e a divulgação do Planejamento Estratégico no Cinema, onde são compartilhadas as metas e os resultados com toda a equipe de forma lúdica, com sessão de cinema e pipoca.

10 vezes campeã
Com este título, a Unimed Ceará soma 10 prêmios concedidos pelo instituto GPTW. São eles: GPTW Ceará (2012, 2013, 2014 e 2015), GPTW Brasil (2014 e 2016), GPTW Saúde (2013, 2014 – eleita a Melhor Operadora de Plano de Saúde do Brasil – e 2015) e GPTW América Latina 2015.

Cérebro aproveita os benefícios da Dieta Mediterrânea

dietaUm estudo recente publicado no periódico “Frontiers in Nutrition” sugere que seguir o padrão alimentício da dieta mediterrânea pode melhorar a sua mente. O estudo mostra que seguir esta dieta ajuda a diminuir o declínio cognitivo, o Alzheimer e melhora as funções cognitivas.

O autor, Roy Hardman, do Centro de Psicofarmacologia Humana da Universidade de Tecnologia Swinburne, na Austrália, e outros colegas de pesquisa avaliaram os registros feitos entre 2000 e 2015, que investigavam o impacto da dieta mediterrânea no sistema cognitivo ao logo do tempo.

“A dieta mediterrânea oferece a oportunidade de modificar alguns fatores de risco”, explica Hardman. Os benefícios não se limitam a pessoas de mais idade, tendo sido analisados dois estudos que envolviam jovens entre 20 e 30 anos.

“Os resultados incluem redução de respostas inflamatórias, aumento de micronutrientes, melhora no desequilíbrio de vitaminas e minerais, muda o perfil de lipídios tendo como a principal fonte de gorduras o azeite de oliva, mantém o peso e potencialmente reduz a obesidade, melhora os polifenóis no sangue, melhora a energia do metabolismo celular e talvez mude a flora intestinal, tendo em vista que não foi analisada uma longa extensão”, relatou.

Fonte: Minha Vida.

40% da população brasileira tem colesterol alto

colesterol altoNo Brasil, 40% da população adulta possui taxas elevadas de colesterol, situação influenciada por alimentação rica em gorduras, sedentarismo, tabagismo e estresse. A informação é da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) que realizou, na manhã de ontem, ação informativa e exames na Praça dos Estressados, na Beira Mar, pelo Dia Nacional de Controle do Colesterol.

A substância desempenha funções essenciais no organismo, como produção de hormônios e vitamina D. O excesso é prejudicial e está associado a doenças cardiovasculares. Em 2016, até o início deste mês, foram mais de 200 mil mortes por esse tipo de enfermidade no Brasil.

Na ação realizada ontem, houve distribuição de cartilhas e orientações para a população. Cerca de 200 pessoas puderam realizar exames, como medição de pressão arterial e dosagem de glicemia e colesterol. Após fazer caminhada pelo calçadão, Maria José Dutra, 86, fez os exames. Todos tiveram bons resultados. “Eu não como nada gorduroso nem muito doce”, ensinou.

As gorduras saturadas, presentes em alimentos de origem animal, e as gorduras trans, encontradas em alimentos industrializados, contribuem para a elevação do colesterol.

No site da SBC, testes avaliam riscos de uma parada cardíaca e de um infarto nos próximos dez anos a partir de perguntas sobre os hábitos de vida e histórico familiar.

Saiba mais

Para evitar o colesterol alto:

– Manter uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, fibras e grãos
– Evitar estresse
– Praticar exercícios físicos
– Ingerir mais alimentos grelhados ou assados e menos carnes fritas

Fonte: SBC/O Povo.

Dicas para tornar o exercício mais agradável

exercitarConforme a Organização Mundial da Saúde, praticar semanalmente 150 minutos de atividade aeróbica moderada ou 75 minutos de atividade aeróbica intensa pode ajudar a melhorar a capacidade cardiorrespiratória e muscular e a saúde dos ossos, reduzir estados depressivos e o risco de doenças crônicas não transmissíveis.

Exercitar-se traz benefícios a curto, médio e longo prazo. Por isto, quem ainda não encontrou um espaço na agenda destinado às atividades físicas, é importante colocar a criatividade para funcionar e arranjar formas de incluir pelo menos curtas frações de exercícios ao longo do dia. Troque o elevador pelas escadas; caminhe por 30 minutos em local próximo ao seu trabalho (10 minutos pela manhã + 10 minutos ao meio-dia + 10 minutos após o expediente).

Já para as pessoas que não se exercitam porque não gostam, ou aquelas que se exercitam apenas por obrigação, separamos cinco dicas que podem contribuir para que as atividades físicas tornem-se prazerosas e façam naturalmente parte do dia a dia.

Quer se exercitar regularmente?

• Relembre atividades que você gostava de fazer quando criança e experimente praticá-las novamente. Procure descobrir qual exercício traz para você maiores ganhos emocionais e sociais. Afinal, ter simpatia pela atividade está entre os fatores determinantes para persistir nos exercícios.

• Converse com seu médico sobre o seu objetivo e faça uma avaliação para verificar se você está apto a realizar a prática escolhida. É imprescindível o acompanhamento e orientação de um profissional especializado, um educador físico, que oriente sobre como evitar lesões e alcançar o melhor desempenho possível.

• Exercite-se com um amigo ou familiar. Essa é uma ótima maneira de permanecer motivado para a prática das atividades físicas. Caso não tenha companhia, participar de grupos de corrida ou caminhada, escolas de dança, clubes desportivos, são formas de conhecer pessoas com interesses semelhantes aos seus.

• Aumente gradualmente o tempo e a intensidade da atividade. Inicie suavemente e construa sua resistência pouco a pouco.

• Seja realista. Defina metas de curto e longo prazo que sejam realizáveis e possíveis de mensurar. Faça avaliações físicas periódicas, para visualizar em números o quanto valeu a pena seu esforço. A percepção das mudanças no corpo serve também como estímulo para manter-se firme na atividade.

Fonte: Unimed do Brasil/Viver Bem.

Unimed Ceará realiza quarta edição do Prover nos dias 4 e 5 de agosto

Prover 2016_PCom o tema ‘Inovação, Tecnologia e Gestão do Cuidado em Saúde: harmonizando desafios’, a Unimed Ceará realiza a quarta edição do Seminário Estadual de Provimento de Saúde (Prover), nos dias 4 e 5 de agosto, no Hotel Sonata de Iracema, em Fortaleza. A expectativa é reunir profissionais envolvidos diretamente com os processos de assistência à saúde, como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, educadores físicos e demais colaboradores das operadoras de planos de saúde do Sistema Nacional Unimed. O Prover é um evento anual cujo objetivo é promover uma maior integração e alinhamento entre a Unimed Ceará e a Unimed do Brasil.

“Em sua quarta edição, o Prover traz várias experiências de inovação que possibilitem a oferta do cuidado aprimorado da saúde e orientem e integrem toda sociedade na busca do bem comum e sustentável”, explica a gerente de Provimento de Saúde da Unimed Ceará e coordenadora do evento, Dra. Albertina Cunha.

Programação
A palestra magna, tema desta edição, será ministrada pelo conselheiro clínico sênior da InterSystems, Dr. Russell Leftwich. No primeiro dia do Prover, 4 de agosto, haverá também palestras sobre DRG no Sistema Autorizador e na Gestão Hospitalar, Sistema Eletrônico de Gerenciamento de Leitos e Tecnologia da Informação. O dia será encerrado com o painel ‘Melhorias no Intercâmbio Unimed’, ministrado pelo presidente da Unimed Ceará, Dr. Darival Bringel de Olinda, e pelo presidente da Unimed Minas Gerais, Dr. Marcelo Mergh Monteiro.

Já o segundo dia do evento, 5 de agosto, iniciará com uma palestra sobre ‘Prevenção Quaternária: boas práticas da medicina e a visão legal da Inovação Tecnológica em Saúde’, que contará com as participações da desembargadora do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Dra. Vanessa Verdolim, e da desembargadora do Tribunal de Justiça do Ceará, Dra. Sérgia Maria Mendonça. Será debatida, ainda, a Atenção Primária à Saúde, que será ministrada pela Gerente de Padronização e Interoperabilidade da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Dra. Marizélia Leão Moreira.

Também serão abordados no Prover 2016 assuntos como Excelência no Atendimento, Atenção Domiciliar, Organização de Redes Referenciadas de Saúde, Gerenciamento do Cuidado de Doenças Crônicas e cases de implantação das clínicas de Atenção Personalizada à Saúde (APS).

Farão a abertura do evento, às 8h30, o presidente da Unimed Ceará, Dr. Darival Bringel de Olinda, o diretor de Integração Cooperativista e Mercado da Unimed do Brasil, Dr. Valdmário Rodrigues Júnior, o presidente da Seguros Unimed, o Dr. Helton Freitas, o presidente da Central Nacional Unimed, Dr. Mohamad Akl, o presidente da Unimed Norte/Nordeste, Dr. Reginaldo Tavares, o diretor de Intercâmbio da Unimed Norte/Nordeste, Dr. Vicente Justiniano, o diretor de Provimento de Saúde da Unimed Ceará, Dr. Francisco Júnior Barroso Bastos, e o presidente da Unimed Fortaleza, Dr. João Borges.

Serviço – Prover 2016:
Data: 4 e 5 de agosto
Horário: das 08 às 18h
Local: Hotel Sonata de Iracema – Avenida Beira-Mar, 848, Praia de Iracema
Inscrições: somente para colaboradores do Sistema Unimed, pelo site da Unimed Ceará (www.unimedceara.com.br)

Colesterol HDL: como aumentar o colesterol bom

omega-3-foodsO colesterol HDL é considerado o colesterol do bem no organismo. “O HDL é um tipo de colesterol de densidade mais alta e que não gruda nos vasos sanguíneos. Portanto, ele não aumenta o risco de entupimento dos vasos, que leva ao AVC ou ao infarto.”, explica o nutrólogo Roberto Navarro, membro da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN).

Já o colesterol LDL, por ter uma densidade mais baixa, tem maior facilidade de ficar pelo caminho quando é carregado pelo corpo, causando acúmulo de placas de gordura nas veias e artérias. “No entanto, as proteínas que carregam o HDL costumam recolher o LDL quando voltam para o fígado, impedindo esse efeito.”, considera o especialista.

Por isso mesmo, quanto mais desse colesterol circulando no organismo, melhor. O problema é que ele costuma ser baixo no organismo. “É muito comum, e na maioria dos casos o HDL baixo tem uma origem genética (o organismo produz pouco HDL naturalmente). O sedentarismo, a má alimentação e o tabagismo reduzem o HDL”, explica a cardiologista Olga Ferreira de Souza, diretora da Sociedade Científica de Cardiologia do Rio de Janeiro (SOCERJ).
Além disso, pessoas com HDL baixo têm maior chance de terem problemas cardiovasculares, como infarto, AVC e doença coronariana. “Uma diminuição de 4mg/dl no HDL promove um aumento de 10% na incidência da doença arterial coronária. Mesmo que os valores de LDL sejam adequado, o fato de ter HDL baixo, aumenta esse risco”, alerta o cardiologista Marcelo Cantarelli, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia Intervencionista. Veja a seguir como manter os níveis de HDL mais altos.

1. Corte os alimentos açucarados

O açúcar não tem uma relação direta com o colesterol HDL, no entanto, reduzi-lo na dieta ajuda no emagrecimento, que está intimamente ligado a este índice. “A redução de peso pode aumentar o HDL de 5% a 20%”, ensina o cardiologista Cantarelli. Esse tipo de açúcar é metabolizado muito rápido pelo organismo, trazendo grandes quantidades de energia para o corpo ao mesmo tempo. Quando essa energia não é usada, se torna gordura, que costuma aumentar o colesterol LDL devido à sua própria produção hormonal.

2. Evite a gordura trans

A gordura trans é uma grande inimiga da saúde do coração e está diretamente ligada à redução do colesterol HDL. “Essa gordura normalmente ocupa o lugar do colesterol HDL na proteína que o carrega, fazendo com que ele circule em menor quantidade no corpo”, explica o nutrólogo Roberto Navarro. Além disso, ela também incentiva a produção de proteínas que carregam o colesterol LDL no fígado, aumentando a quantidade deste tipo de lipídio no corpo.

3. Aposte nos ômega-3 e 9

Chamados de ácidos graxos poli-insaturados, os ômega-3 e 9 são essenciais para o bom funcionamento do organismo e ajudam também a aumentar o colesterol HDL. “Eles podem promover discreta elevação de menos de 3% em seus níveis”, considera Cantarelli. Além disso, eles e o ômega-6 são de grande importância para reduzir o risco de doenças cardiovasculares. “São diversos os mecanismos envolvidos nessa melhora, entre eles o aumento da remoção das partículas de LDL e a redistribuição do colesterol para os tecidos”, reforça o especialista. Esses ácidos são encontrados nos óleos vegetais (como azeite de oliva, óleo de canola, soja, milho e girassol) e peixes de águas frias e profundas

4. Pratique atividades físicas

“O exercício aumenta o nível de HDL, porém este aumento é proporcional à quantidade de exercício realizado e à frequência”, considera a cardiologista Olga. A atividade física regular pode trazer um aumento de 30% desse tipo de colesterol. Um bom número é praticar ao menos três vezes na semana.

Fonte: Minha Vida.

Dicas para combater a ansiedade diariamente

ansiedadePessoas ansiosas costumam sempre pensar no depois, ficam preocupadas com o que acontecerá e não conseguem viver direito o presente, o hoje. Se esta é a sua situação, é possível superar este mal.

O prof. Eduardo Martins, cardiologista e pesquisador de Conscienciologia, indica algumas sugestões para aliviar a ansiedade, veja:
1 – Parar, parar e parar. Segundo o Prof. Eduardo Martins, a coisa mais importante para superar a ansiedade é simplesmente parar, fazer as coisas com calma, refletir. “Hoje em dia as pessoas se vangloriam sobre como não têm tempo para nada como se isso fosse uma coisa boa, mas não é. Uma dica é reservar um período na semana para esse momento de break da rotina, sem celular, sem televisão, talvez lendo um livro simplesmente por ler”, explica.

2 – Dê a devida atenção ao seu sono. Com os smartphones e as redes sociais, quando as pessoas vão para a cama, elas ficam conectadas até mais tarde e acabam dormindo consideravelmente menos do que o organismo precisa para descansar. “Hoje em dia o sono é banalizado e ignorado. Esse modo contínuo de operar a vida e a cabeça vai entrando pela madrugada afora e o resultado disso é estresse, mesmo quando a pessoa não identifique e acredite que está tudo bem”, conta. O médico explica que a longo prazo, as consequências de uma ‘simples’ carga de sono diminuída podem ser doenças como hipertensão e diabetes, então prestar atenção à quantidade de horas que você dorme é importante para sair desse estado de ansiedade.

3 – Tenha uma agenda pessoal. Seja para fazer academia, uma caminhada, acupuntura ou praticar Ioga, é importante ter uma agenda pessoal para que a pessoa entre em contato consigo mesma. “Os ansiosos geralmente são tão acelerados que entram em contato com todo mundo, mas falham em se conectar com seu interior e encontrar equilíbrio”.

4 – Se organize à noite para a manhã do dia seguinte. Parece simples, mas muita gente não coloca essa organização prévia em sua rotina e esse tipo de ação é muito importante para que não haja preocupações durante o sono, já que está tudo certo para o dia seguinte, e também para que as manhãs sejam mais tranquilas, ajudando o dia a transcorrer de maneira mais calma e equilibrada.

5 – Organize os ambientes. Seja seu ambiente de trabalho ou sua casa, organizar os espaços significa organizar também sua mente. “Se a pessoa vive na bagunça, ela vai vivenciar a ansiedade sempre. A desorganização leva a uma desconexão da realidade e, à medida que a pessoa se desconecta, ela fica mais ansiosa”, explica o especialista.

6 – Repita todas as dicas acima até que elas se tornem um hábito. É importante levar as dicas a sério, por mais simples que elas pareçam, e repeti-las até que se tornem hábitos. “Eu acredito que o trinômio compreensão – esforço – repetição é a chave para diminuir a ansiedade. A pessoa compreende que ela é ansiosa, aplica novos hábitos em sua vida que podem ajudar com o problema e se esforça para encarar os desafios, mesmo que erros e dificuldades apareçam em algum momento, e levar isso a sério até que passem a fazer parte de sua rotina. A saúde, seja física ou mental, é a repetição dos hábitos saudáveis”, finaliza.

Fonte: Blog da Saúde.

A “hora de dormir” das crianças pode ter relação com a obesidade

sonoEstudo publicado no The Journal of Pediatrics, realizado por pesquisadores da Ohio State University College of Public Health, mostrou como a hora de ir para a cama pode afetar a saúde das crianças.

O estudo reuniu cerca de 977 crianças com idade entre 4 e 5 anos, época em que as mães colocam os filhos na cama e mandam no horário. Eles foram divididos em três grupos, de acordo com a hora de ir dormir: antes das 20h, entre 20h e 21h, e após às 21h. Cerca de 10 anos depois, os cientistas voltaram a entrar em contato com estas crianças, agora adolescentes, para saber como estava a saúde.  O resultado mostrou que:

– Entre os que dormiam antes das 20h, apenas 10% ficaram obesos.
– Entre os que dormiam no período das 20h às 21h, cerca de 16% ficaram obesos.
– Entre os que dormiam após às 21h, cerca de 23% ficaram obesos.

O interessante é que metade de todas as crianças do grupo ia dormir entre 20h e 21h, um quarto ia antes das 20h e outro um quarto ia depois das 21h.

Para os pais, isso reforça a importância em estabelecer horários para dormir. Além disso, é essencial que as crianças aprendam desde cedo a se alimentar corretamente e realizar atividades físicas.

Fonte: Blog da Saúde.

Passeio Ciclístico Especial de Férias da Unimed Ceará reúne 500 ciclistas

IMG_8607A Unimed Ceará realizou no último domingo, dia 17 de julho, o Passeio Ciclístico Especial de Férias, em alusão ao Dia de Cooperar 2016, movimento das cooperativas brasileiras que reúne milhares de ações voluntárias em prol do bem-estar social. O evento reuniu cerca de 500 participantes.

“A Unimed Ceará une-se a esta importante iniciativa do cooperativismo brasileiro, oferecendo à população a oportunidade de se exercitar gratuitamente, ampliar sua qualidade de vida, e, ainda, promover a criação de uma corrente solidária”, explica o presidente da Unimed Ceará, Dr. Darival Bringel de Olinda.

Houve sorteio de duas bicicletas e de diversos brindes, além de distribuição de camisas aos 500 primeiros ciclistas que chegaram ao local. Foram arrecadadas latas de leite em pó, que serão doadas para uma instituição beneficente a ser divulgada em breve.

Logo ANS
Av. Dom José Tupinambá da Frota, 1951
CEP: 62010-290 - Centro - Sobral
Fone: (88) 3677-3000